Categorias
Uncategorized

Como Identificar O Mosquito Da Dengue

Quando o assunto é se cuidar contra as doenças que podem nos afetar, nos recordamos de diversas doenças que podem nos atingir e uma delas é a dengue, chikungunya e zika, causadas pelo mosquito da dengue. O Aedes Aegypti que é o transmissor dessas doenças é muito parecido com os mosquitos comuns mas possui características que facilitam o processo de identificação.

Se você não sabe como é o mosquito da dengue, ele é conhecido por suas listras pretas e brancas, o Aedes Aegypti também possui hábitos que não enganam quando o assunto é suspeitar de suas possíveis transmissões, e com eles, a tarefa de identificação são ainda mais fáceis.

Além de silencioso, o transmissor das doenças como dengue, zika e chikungunya:

  • Normalmente picam durante o dia, nas primeiras horas do amanhecer ou entardecer;
  • Suas picadas são mais comuns nas pernas, pés ou tornozelos e é muito comum que elas não doam ou causam coceira;
  • Seu voo é considerado rasteiro, não ultrapassando 1 metro de altura do solo.

Além do mais, o mosquito da dengue é muito comum nas estações mais quentes, sendo conhecido por suas transmissões no verão, mas que podem ser vistas em todo ano. Com isso, o mais recomendado é se cuidar bastante com o uso de repelentes e inseticidas nas residências. Até mesmo a ação de incluir mosquiteiros e telas nas janelas é uma ótima prevenção contra o aparecimento dos mosquitos.

Ao identificar como é o mosquito da dengue, é preciso saber que as formas naturais para espantar o mosquito não são tão confiáveis, uma vez que os produtos indicados devem conter o selo da Anvisa e as formas de uso em seus rótulos. Porém, muitas pessoas atuam com a ajuda de velas com citronela dentro de suas casas. Além de transmitir a dengue, chikungunya e zika o Aedes Aegypti também é o transmissor da febre amarela, e sabendo disso, os cuidados devem ser triplicados.

Ações simples como limpar os quintais com grandes quantidades de mato, virar garrafas e retirar água de pneus ou qualquer área que acumule água das chuvas, é um ato de cuidado e deve ser realizado. Portanto, se você não deseja levar uma picada do mosquito da dengue, atente-se às suas características e faça a sua limpeza de combate.

Mosquito da dengue

As características do mosquito da dengue

Existe foto do mosquito da dengue em todos os lugares e é comum que as pessoas apenas identifiquem o mosquito devido sua cor diferenciada, possuindo listras pretas e brancas, mas existem outras características que devem ser levadas em consideração:

  • O tamanho comum do mosquito Aedes Aegypti varia e é possível encontrar mosquitos entre 0,5cm e 1cm;
  • A cor vai além das manchas pretas e brancas no corpo, essas manchas também aparecem nas patas e na cabeça do mosquito;
  • Suas asas são translúcidas;
  • E por fim, eles possuem três pares de patas.

Por mais que seja fecundado nas estações mais quentes, o mosquito da dengue não é familiarizado com o calor. Nos horários mais quentes do dia, será muito difícil encontrá-lo mas não impossível. Dentro dos horários de alto calor eles podem ficar escondidos em sombras ou dentro de casa, e se estiverem em casa as chances de picadas são muito maiores. Por mais que seja conhecido por picar apenas durante ao dia, os transmissores também podem picar durante a noite.

Como o mosquito da dengue é

Como é o ciclo de vida do mosquito da dengue?

Para que o foco se torne o mosquito o tempo é curto, levando cerca de 3 a 10 dias para que possa se desenvolver. O mosquito tem um prazo de vida, vivendo até 1 mês e quando se trata da fêmea que é a transmissora da doença, ela pode desenvolver até 3000 ovos em seu período de reprodução.

O ciclo do mosquito da dengue se inicia em água parada. Nessas condições o foco passa de um ovo para a larva e em seguida se transforma em pupa. Se houver as condições e tempo necessários, após os três processos ele se torna um mosquito com condições terrestres e está pronto para uma nova reprodução. Nesta fase, as características mais comuns são:

  • Ovos: Os ovos vivem somente na água alimentando-se de protozoários, fungos e bactérias presentes no local com água parada e normalmente suja. Em 5 dias, com as condições ideais ele pode virar pupa;
  • Larvas: A larva do mosquito da dengue também vive na água, alimentando-se de protozoários, bactérias e fungos e nesta situação em até 5 dias se torna pupa;
  • Pupas: Vivem em água e continua o processo de desenvolvimento, se tornando o mosquito da dengue adulto em cerca de 2 a 3 dias;
  • Mosquito da dengue em fase adulta: Este é o momento em que ele está criado e pronto para sair do ninho e realizar suas reproduções. Para que isso aconteça, precisa se alimentar de sangue, seja ele humano ou de animais. É neste momento que a transmissão acontece.

Ciclo de vida do mosquito da dengue

Auxílio para o combate do mosquito da dengue

Uma nova possibilidade de eliminação dos focos do mosquito é que se permita a colocação dos ovos em uma recipiente com água limpa e assim que as larvas começarem sua formação a água seja jogada fora. É uma estratégia que não é muito recomendada, porém, de acordo com pesquisadores essa é uma maneira muito boa para acabar com a criação dos mosquitos, pois as fêmeas tendem a morrer após colocar seus ovos para “chocar”.

Com a eliminação dos ovos, a chance de novos mosquitos é mínima, podendo ajudar a diminuir a população do mosquito da dengue. Mas essa ainda não é considerada uma boa estratégia de combate, é apenas uma chance.

A forma ideal de eliminar os focos é fazendo a limpeza semanalmente em sua residência, mas saber como é o mosquito da dengue fica ainda mais fácil a ação para retirar os possíveis acumuladores de água das imediações, limpando caixas d’água não muito usadas, colocando areia nos vasos de plantas e limpando bem os recipientes de água dos animais. Tudo que pode acumular água, deve ser eliminado!

Esperamos que o novo método seja aprovado e recomendado e quanto mais as pessoas utilizarem a estratégia, menor será a quantidade de larva do mosquito da dengue que transmite essa e outras doenças. Una-se ao combate à dengue e mantenha os cuidados ideais de forma pessoal e em sua residência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *